Outubro Rosa: roda de conversa reúne pacientes no Nuprapac Destaque

Dentro das atividades do “Outubro Rosa”, mês em que é destacada a importância da prevenção ao câncer de mama, o Núcleo de Prevenção e Apoio ao Paciente com Câncer e Familiares (Nuprapac) de São Francisco de Itabapoana (SFI) promoveu uma roda de conversa com pacientes na manhã desta sexta-feira (22). Acompanhada de secretários, assessores e vereadores, a prefeita Francimara Barbosa Lemos também participou.

A partir do tema “Subjetividade em Oncologia”, a psicóloga do Nuprapac, Edilane Souza, abordou o medo e a ansiedade durante o enfrentamento da doença. Segundo ela, através deste tipo de assistência, é possível oferecer suporte emocional, promover boa relação médico-paciente e apoio familiar.

No decorrer de sua fala, a prefeita Francimara também relatou sua experiência. Ela, que teve câncer de mama há alguns anos, ressaltou o suporte oferecido pelo Nuprapac. “É uma estrutura diferenciada para acolhimento e tratamento precoce”, afirmou.

De acordo com dados do Instituto Nacional Câncer (Inca), 66.280 novos casos devem ser registrados no país até o final de 2021, sendo que o número de mortes chegou a 18 mil em 2019.

Segundo a coordenadora do Nuprapac, a oncologista clínica, Elizabeth Uhl, o câncer de mama é o que mais mata mulheres. “Por isso, destacamos mais uma vez a importância da prevenção por meio do autoexame e dos exames anuais de rotina, sobretudo, a mamografia, que detecta lesões impalpáveis”, pontuou, acrescentando que com o diagnóstico precoce as chances de cura e de menos tratamentos mutilantes são maiores e contribuem para maior expectativa de vida.

As pacientes participantes receberam brindes de parceiros do órgão e um lanche box, devido a prevenção ao novo coronavírus (Covid-19).

Projetos — Durante o evento foi lançado o projeto “Amor em Fios”, para doação de cabelos que serão encaminhados à confecção de perucas. A proprietária do salão de beleza Evolution Hair, Amanda Batista, entregou a primeira remessa. Na quinta-feira (21), ela ofereceu cortes gratuitos para mulheres interessadas em doar.

A enfermeira oncológica Virgínia Correa lembrou ainda de outro projeto voltado para a autoimagem das mulheres. Existente desde 2018, o “Lenço Solidário” arrecada lenços, faixas e gorros.

Pacientes — A reportagem conversou com algumas pacientes do Nuprapac. Elas ganharam um dia de beleza gratuito no Studio Débora Lemos.

Moradora de Santa Clara, Fernanda Santos, de 43 anos, aprovou o atendimento de beleza e ponderou que “se não fosse o Nuprapac, estaríamos perdidas, pois é tudo muito novo e de repente”.

Paralelamente, a moradora de Barra do Itabapoana, Marlene Marques, de 49 anos, disse: “Sem o Nuprapac seria bem difícil. Quando comecei a ser acompanhada por aqui, tudo foi agilizado”.

Já Sabrina Freitas, 32 anos, classificou o órgão como diferencial. Ela foi considerada curada pelo câncer em 2016, mas há três meses houve uma recidiva. Segundo relato, mais uma vez o Nuprapac foi “totalmente um diferencial”.

Avalie este item
(0 votos)
Ascom SFI

Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de São Francisco do Itabapoana.
Responsável: Diego Gomes Santos