Ascom SFI

Ascom SFI

Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de São Francisco do Itabapoana.
Responsável: Diego Gomes Santos

Mais uma queimada controlada pela Guarda Ambiental (GAM) de São Francisco de Itabapoana (SFI). Os agentes atuaram em um incêndio em vegetação na Praia dos Sonhos. A ocorrência aconteceu na tarde da última sexta-feira (8).

“Chamou a nossa atenção a proximidade das chamas com residências e fios da concessionária de energia elétrica, o que evidencia o perigo de práticas como essa”, alertou a secretária municipal de Meio Ambiente, Luciana Soffiati.

De acordo com o artigo 41 da Lei de Crimes Ambientais (9.605/98), provocar incêndio em mata ou floresta é crime, sendo prevista reclusão de dois a quatro anos, além de multa.

Soffiati destaca que as queimadas são prejudiciais, tanto ao meio ambiente quanto à saúde humana. Elas geram destruição ambiental dos biomas e áreas que elas afetam, e também emitem gases poluentes e fumaça, que causam mal à saúde da população. 

A GAM foi acionada através do telefone (22) 9.8161-6713, que funciona 24h, todos os dias.

No sábado (9), outra queimada foi registrada. Desta vez, foi em uma área de restinga em Barra do Itabapoana. O subsecretário de Meio Ambiente, Manoel Mendes, foi acionado e esteve no local, constatando que as chamas estavam na fase final. Não foi necessário acionar a GAM, mas os danos à vegetação foram significativos.

Gestores e coordenadores da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC) de São Francisco de Itabapoana (SFI) participaram de reunião sobre o Projeto Resgate a Infância, Segurança e Saúde nas Escolas, que acontecerá em parceria com o Ministério Público do Trabalho no Rio de Janeiro (MPT-RJ). O encontro aconteceu na quinta-feira (7), na sede da SMEC, e teve a finalidade de organizar o projeto, que será desenvolvido até o próximo dia 31 de maio.

O projeto visa capacitar e sensibilizar professores, coordenadores pedagógicos e demais profissionais da educação para que atuem como multiplicadores no processo de conscientização dos alunos da comunidade escolar e da sociedade em geral, objetivando a erradicação do trabalho infantil, proteção ao trabalhador, adolescente e conscientização sobre a importância de segurança e da saúde no trabalho.
 
As 15 escolas participantes irão organizar evento, oficina e debate para promover melhores trabalhos, que contarão com os sábados letivos já constantes no calendário escolar. As etapas serão dívidas em três grupos de alunos: 01 (4º e 5º ano do Ensino Fundamental I), 02 (6º e 7º ano do Ensino Fundamental II) e 03 (8º e 9º ano do Ensino Fundamental II). 
 
Na primeira etapa, os estudantes participarão de uma seletiva dentro da escola. Os vencedores nas 15 unidades escolares se classificam para a segunda etapa a nível municipal (SMEC). Os vencedores do município se habilitam para as etapas Estadual e Nacional, com direito a premiação. 
 
A reunião contou com a presença do secretário da pasta, Robson Santana, acompanhado do diretor do Departamento de Gestão Estratégica e Projetos da SMEC, Valnês Soares, da técnica em Segurança do Trabalho Flávia Izidório, além do assessor de Comunicação Renato Matheus e da professora Luana Ribeiro, ambos da SMEC.
 
O secretário destacou que um dos objetivos da Cipa (Comissão Interna e Prevenção de Acidentes) “é fazer com que escola e comunidade caminhem juntas para prevenir acidentes, melhorar e garantir a saúde e a segurança para cada indivíduo dentro da escola e na comunidade”.
 
Já Soares revelou que “com a presença de todos os componentes, nosso intuito é incentivar uma visão diferenciada para que cada um seja multiplicador do conhecimento aprendido”.
A prefeita Francimara Barbosa Lemos parabenizou o projeto e agradeceu a parceria com o MPT. “Contem sempre comigo para aprimorarmos o ambiente das nossas escolas para os alunos e todos que trabalham na SMEC”.
 
Izidório ressaltou que a Cipa é formada por pessoas para atendimento emergencial com o objetivo de proporcionar maior segurança durante a jornada de trabalho e estudo para os profissionais e os alunos. “A Cipa auxilia a diminuir o número de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho. Para isso, elabora um plano de trabalho com diversas ações preventivas”, explicou a técnica em Segurança do Trabalho.
 

O Conselho Comunitário Estadual de Segurança Pública (Conseg), em São Francisco de Itabapoana (SFI), realizou a reunião itinerante do mês de abril. O encontro, conduzido pelo presidente do Conseg, Romário Bernardo, aconteceu na quinta-feira (7), no Rancho do Peixe, na localidade de Santa Clara. As autoridades presentes ressaltaram a importância de estreitar os laços da população com os órgãos de Segurança Pública.

“Uma ideia inovadora da diretoria do conselho vem proporcionando acesso facilitado às comunidades fazendo as reuniões itinerantes, levando as autoridades do Estado até as localidades para que todos possam conhecer e debater os assuntos de sua comunidade diretamente com a Polícia Militar e a Polícia Civil”, destacou o presidente do Conseg. 
 
A titular da 147ª Delegacia de Polícia Civil (DPC/SFI), delegada Ivana Morgado, que há quase 10 anos participa das reuniões do Conseg, reforçou a relevância da participação da comunidade. 
 
“Estamos aqui para esclarecer dúvidas e responder os questionamentos da população, interatividade que ajuda no trabalho da Polícia. SFI é um município complexo em termos de segurança, já que tem uma população pequena, mas com problemas de cidade grande. A Polícia Civil está alinhando as ações com a Polícia Militar para elucidar crimes, principalmente estes últimos casos de homicídio”, disse a delegada.
 
O comandante do 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM/Campos), tenente-coronel Gustavo Marques, destacou a presença de um grupo de estudantes na reunião, classificando ser uma oportunidade para os alunos terem contato com as autoridades da área de Segurança Pública, o que na opinião dele, ajuda na construção da cidadania. 
 
“Em relação aos homicídios, têm sido uma preocupação constante. O município tem um território grande e com uma área rural extensa. O tráfico de drogas tem sido um problema que atinge todo o território nacional, incluindo o fluminense, tornando-se um desafio para as autoridades. Estamos sufocando as áreas de maior incidência desses crimes e temos obtido sucesso nas abordagens e apreensões de drogas”, revelou Marques.
 
O secretário municipal de Segurança, Ordem Pública e Defesa Civil (Sesep), subtenente Edson Brito, destacou a sensibilidade da prefeita Francimara Barbosa Lemos, que anunciou recentemente a construção do complexo que vai abrigar as forças de Segurança Pública do município.
 
“O espaço terá a sede da Sesep, Departamento de Postura, Guarda Civil Municipal (GCM), a Empresa Municipal de Trânsito (Emtransfi) e Defesa Civil. Temos também um projeto da Sala de Monitoramento, que também vai ajudar na fiscalização de trânsito”, mencionou Brito.
 
Entre os temas abordados pela comunidade, os abusos praticados pelos motoqueiros que trafegam sem capacete e empinando o veículo pelas vias públicas do município, desrespeitando a sinalização de trânsito e com o cano de descarga barulhento, causando poluição sonora e perturbando o sossego alheio. 
 
A delegada Ivana afirmou que vai ser enérgica para ajudar a combater o problema. “Motocicleta irregular que der entrada na Delegacia de Polícia de SFI só vai sair caso esteja totalmente regularizada. É preciso dar um choque de ordem para as pessoas se educarem”, alertou.    
 
Participaram ainda da reunião do Conseg o comandante da 5ª Cia do BPRv, capitão Coutinho; o comandante da 3ª Cia em SFI, tenente Eliezi; a assessora especial do Gabinete, Angela Rangel, representando a prefeita Francimara Barbosa Lemos; a assessora do Sesep, Renata Barreto; a chefe do Departamento de Postura, Quele Gonçalves de Souza; o diretor-presidente da Emtransfi, Luciano Coutinho; o comandante da GCM, Robson Buçard Henriques; além dos vereadores Eleno Barreto, Mazinho de Caboclo e Renato Roxinho, entre outras autoridades. 
 
 
 

Mais uma vaga está sendo anunciada por intermédio do Balcão de Emprego de São Francisco de Itabapoana (SFI), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Humano (SMTDH). A oportunidade é para trabalhar de recepcionista.

O único pré-requisito exigido é que a pessoa tenha experiência na função. Os interessados devem enviar currículo para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou ainda entregá-lo na nova sede da SMTDH, situada na Avenida Vereador Edenites da Silva Viana, nº 141, antigo prédio onde funcionou a Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC), no Centro da cidade, de segunda a sexta-feira, exceto feriados e pontos facultativos, das 8h às 17h.

“Agradeço aos empresários que procuram o nosso Balcão e anunciam as vagas disponíveis para trabalhar. Quem tiver oportunidades de emprego e também desejar participar desta parceria basta procurar a nossa equipe na SMTDH. Nós divulgamos as vagas e ainda recolhemos os currículos dos candidatos”, informou o secretário da pasta, Fagner Azeredo.

A repescagem do cadastramento do transporte universitário de São Francisco de Itabapoana (SFI) termina nesta sexta-feira (8). É a última oportunidade para os alunos realizarem o procedimento. 

Os documentos necessários são: duas fotos ¾ atuais, comprovante de matrícula, além de cópia do Registro Geral (RG), Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) e comprovante de residência 2022. É preciso entregar a documentação na sede da Secretaria Municipal de Transporte, localizado atrás da sede da prefeitura. O atendimento é de 8h as 11h30 e de 13h as 16h30.

De acordo com o secretário municipal de Transporte, Gustavo Alves, a partir da próxima terça-feira (12), só poderá embarcar nos ônibus, o estudante que apresentar a carteirinha.  Ele lembrou que os veículos circulam desde sete de março.

O Projeto Campo Seguro, elaborado pela Secretaria Municipal de Agricultura de São Francisco de Itabapoana (SFI) e que tem apoio da Secretaria Municipal de Segurança, Ordem Pública e Defesa Civil (Sesep), poderá servir de referência para todo o Estado do Rio de Janeiro. Na manhã desta quinta-feira (7), o projeto, que propõe um sistema de monitoramento via satélite (georreferenciamento) para aumentar a segurança na área rural, foi detalhado durante reunião no 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM/Campos).

“Na semana passada, recebemos na secretaria a visita do comandante do 8º BPM/Campos, tenente-coronel Gustavo Marques, que ao tomar conhecimento do projeto, solicitou para detalharmos tudo no batalhão. Hoje (7), fomos recebidos pelo subcomandante do 8ºBPM/Campos, major Tibério Carlos da Silva, e a equipe dele, apresentando o ‘Campo Seguro’ através do data show”, revelou o secretário de Agricultura, Enaldo Barreto, acrescentando:

“Fomos convidados para ir até a cidade do Rio de Janeiro e fazer uma apresentação ao Comando Geral da PM, a fim de que seja desenvolvido um projeto-piloto em SFI. A proposta é que o ‘Campo Seguro’ se transforme num programa do Governo do Estado para ser implementado em toda a área rural dos municípios fluminenses”.

O projeto prevê a instalação de placas indicativas em locais estratégicos, alertando que a área está sendo monitorada, disponibilizando os telefones para contato. A PM receberá informações via satélite do sistema em caso de ocorrência na área rural, possibilitando localizar com precisão e rapidez a propriedade que estiver sendo vítima de algum tipo de crime. No futuro, existe a possibilidade de criação de um aplicativo para facilitar ainda mais a interação.

O vice-prefeito, Ralistou Souza, que representou a prefeita Francimara Barbosa Lemos na reunião, reforçou que o projeto visa minimizar os problemas de violência no campo. “Sabemos que a responsabilidade da segurança publica é do Governo do Estado, mas o município não se omite e mais uma vez demonstra o comprometimento de apoiar o nosso produtor rural”.

Também participou do encontro no 8º BPM/Campos o diretor na Secretaria de Agricultura Anderson Raimundo, que detalhou o projeto para os militares.

São Francisco de Itabapoana iniciou nesta semana a Campanha de Vacinação contra gripe. Na primeira fase, que prossegue até dois de maio, serão imunizados trabalhadores da saúde e idosos a partir de 60 anos.

De acordo com o coordenador do Setor de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Cristiano de Souza, 12 unidades de saúde em diversas regiões da cidade disponibilizam a vacina. “Os idosos precisam precisam apresentar documento original com foto e Cadastro de Pessoas Físicas (CPF). Para os profissionais da saúde, além destes documentos, é necessário apresentar comprovação de atuação na área. Em ambos os casos, é importante trazer a Caderneta de Vacinação”, explicou.

O secretário municipal de Saúde, Sebastião Campista, alerta para a relevância da imunização. “O Governo Federal destaca que o objetivo da campanha é reduzir a carga da doença, prevenindo hospitalizações e mortes, visto que contribui para reduzir o risco de desenvolvimento de formas graves e o impacto das complicações respiratórias”, afirmou.

Segundo o Ministério da Saúde, a vacina utilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é trivalente. Produzida pelo Instituto Butantan, a dose é efetiva na proteção contra as novas cepas do vírus: H1N1, H3N2 e tipo B.

Sarampo — Em paralelo com a imunização contra a gripe, os profissionais da Saúde também devem participar da campanha de atualização vacinal contra o sarampo. Para isto, é necessário apresentar a Caderneta de Vacinação para que seja avaliada.

“Tanto a vacina do sarampo, quanto a da Covid-19, podem ser ministradas simultaneamente com a da influenza, conforme orientação técnica do MS”, esclareceu Cristiano.

Locais de Vacinação — A vacinação está disponível na Clínica da Família Germano Barros Delgado, na área central, ou nos polos de Barra do Itabapoana, Travessão de Barra, Bom Lugar, Praça João Pessoa, Guaxindiba, Gargaú, Imburi, Buena, Pingo D’Água, Floresta e no Centro Municipal de Imunização (CMI), em Ponto de Cacimbas.

A Secretaria de Saúde de São Francisco de Itabapoana (SFI) iniciará, no próximo dia 18, a coleta de exames laboratoriais nas 11 unidades polo do Estratégia Saúde da Família (ESF). Antes do início da pandemia da Covid-19, a coleta era realizada em cinco unidades do ESF e no Hospital Municipal Manoel Carola, em Ponto de Cacimbas. Mas, seguindo orientação do Ministério da Saúde, como medida de prevenção à aceleração de contágio da doença, foram suspensas temporariamente nas unidades.
De acordo com a Secretaria de Saúde, com o avanço da vacinação e registro de redução da curva de contágio da Covid-19 no município, será possível, além da retomada da coleta nos cinco polos do ESF, a implantação da coleta em mais seis. As unidades polo em SFI são as seguintes:

- ESF – GARGAÚ
- ESF – CENTRO (CLÍNICA DA FAMÍLIA)
- ESF – IMBURI
- ESF – BARRA DO ITABAPOANA
- ESF – PRAÇA JOÃO PESSOA
- ESF – GUAXINDIBA
- ESF – BUENA
- ESF – PINGO D’ÁGUA
- ESF – FLORESTA
- ESF – BOM LUGAR
- ESF – TRAVESSÃO DE BARRA

Segundo a prefeita Francimara Barbosa Lemos, a coleta em todos os polos do ESF é uma ação muito importante para toda população são franciscana, destacando que saúde sempre foi uma prioridade em sua gestão desde o primeiro ano de mandato, em 2017.

“Sendo moradora e usuária dos serviços de saúde do município, conheço a realidade e as necessidades do nosso povo. Realizar o exame de sangue nas unidades de saúde trará um benefício imenso para nós que moramos em SFI, tanto no que se refere à ampliação do acesso ao exame como na economia para as pessoas que às vezes precisam de duas conduções até chegar ao Hospital Manoel Carola para realizar o exame de sangue”, ressaltou a prefeita.

O agendamento para a realização das coletas já está disponível nas unidades polo do ESF e os documentos necessários são: requisição médica do exame, identidade, CPF ou Cartão Nacional de Saúde (cartão do SUS) e comprovante de residência.

Aprovação - A aposentada Janete Caldas, 64 anos, que reside em Gargaú, comemorou a iniciativa. “Vamos ganhar tempo e economizar dinheiro, já que no nosso caso, por exemplo, estávamos gastando duas passagens de ida e volta, eu e meu marido, para realizarmos os exames no Hospital Manoel Carola. A partir do próximo dia 18, o procedimento acontecerá no ESF da localidade onde moramos. Só tenho a agradecer pela medida tomada. Estou muito feliz com isso!”, revelou sorrindo a aposentada.

O Balcão de Emprego de São Francisco de Itabapoana (SFI), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Humano (SMTDH), está com uma vaga de empregada doméstica que tenha disponibilidade para dormir no local de trabalho. A oportunidade é para trabalhar no município.

 
As candidatas devem enviar currículo para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou entregá-lo na sede da SMTDH, que agora está em novo endereço, na Avenida Vereador Edenites da Silva Viana, nº 141, no Centro da cidade, na antiga sede da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC), no período das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira, exceto pontos facultativos e feriados.
 
“Quem tiver vaga disponível de emprego pode procurar o Balcão da SMTDH que a nossa equipe anuncia e ainda se encarrega de recolher os currículos para a seleção dos candidatos”, ressaltou o secretário da pasta, Fagner Azeredo.
 
Mais investimentos em infraestrutura. Cinco ruas de Travessão de Barra, em São Francisco de Itabapoana, serão pavimentadas. A ordem de serviço da obra foi assinada pela prefeita Francimara Barbosa Lemos nessa terça-feira (5).
 
Além das Ruas Valdomiro e Capitão Rangel, três vias transversais serão contempladas, totalizando cerca de 1.200 metros. O valor estimado é de R$ 1 milhão, oriundos de recursos próprios. O trabalho será executado através de parceria entre as secretarias municipais de Planejamento e Desenvolvimento e de Obras, Urbanismo e Serviços Públicos. 
 
“Nosso governo trabalha para todos. Estamos realizando obras em diversas regiões do município. Vamos continuar buscando o melhor”, afirmou a prefeita. Francimara estava acompanhada de secretários, assessores e vereadores. 
 
Para o vice-prefeito, Raliston Souza, a atual gestão mostra a capacidade por meio do cumprindo de diversas promessas. “Além disso, enfrentamos os problemas de frente, sem fugir deles”, afirmou.
 
O vereador Leandro Babão representou a Câmara Municipal e destacou que as intervenções na via são desejos antigos da localidade. Ele, que fez a indicação da obra, externou seu “orgulho da parceira com a prefeita Francimara, que preza pela probidade administrativa e responsabilidade com o dinheiro público”.
 
Na opinião do ex-prefeito, Frederico Barbosa Lemos, as pavimentações contribuem para o crescimento e desenvolvimento de SFI.