Ascom SFI

Ascom SFI

Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de São Francisco do Itabapoana.
Responsável: Diego Gomes Santos

Com a chegada do verão e o consequente aumento de visitantes no litoral de São Francisco de Itabapoana (SFI), a Empresa Municipal de Trânsito (Emtransfi), que é vinculada a Secretaria Municipal de Segurança, Ordem Pública e Defesa Civil (Sesep), realizou uma ação de conscientização no último final de semana. O tema foi a proibição de estacionamento em toda a orla.

O diretor-presidente da Emtransfi, Luciano Coutinho, lembrou que as orlas são áreas de preservação ambiental. “Desta forma, o condutor não pode estacionar nestes locais. Em caso de descumprimento, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) prevê multa”, afirmou.

No sábado (23) e no domingo (24), os agentes percorreram as praias de Guaxindiba, Sonhos, Santa Clara e Gargaú. Eles também estiverem em Barra do Itabapoana.

De acordo com dados divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de São Francisco de Itabapoana nesta segunda-feira (25), o município conta com 3.745 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), mesmo índice desde o boletim da última quinta-feira (21). Em investigação são 336. Já os descartados somam 6.780.

Ainda segundo os dados da SMS, entre os casos confirmados, 3.630 estão recuperados. Até o momento foram registrados 97 óbitos pela doença. 

Outra taxa informada pela SMS é a de ocupação. Dos 20 leitos clínicos, somente um está ocupado — número que se mantém desde o boletim de sexta-feira (22). Já os leitos com suporte de ventilação não registram ocupação.

Atualmente, SFI está com taxa de recuperação em 96,93%, ligeiramente maior que a média nacional (96,21%). Já a taxa de letalidade está em 2,59%, enquanto que a do Estado do Rio de Janeiro é de 5,17%.

Conforme atualização da Secretaria de Estado de Saúde (SES) na última sexta-feira (22), o Norte Fluminense permanece no risco Baixo no Mapa de Risco da Covid-19.

Os materiais para análise dos casos suspeitos são encaminhados ao Laboratório Central (LACEN/RJ), seguindo rigorosamente os protocolos de coleta, armazenamento e envio do Ministério da Saúde.

A Prefeitura de São Francisco de Itabapoana (SFI), através de decreto assinado pela prefeita Francimara Barbosa Lemos, concedeu pagamento de auxílio tecnológico, em cota única extraordinária, no valor de R$ 2 mil, aos profissionais da estrutura da unidade escolar e administrativa da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC). A medida beneficia diretores e diretores adjuntos de unidade escolar, coordenadores pedagógicos, orientadores educacionais, supervisores, pedagogos e professores.

“Mais uma vez estamos valorizando os profissionais que exercem suas funções nas unidades escolares da SMEC. Estamos investindo em Educação e isso permite melhoramos a qualidade do ensino que é ofertado aos alunos da rede municipal, principalmente neste momento de aulas não presenciais devido à pandemia da Covid-19”, destacou a prefeita Francimara Barbosa Lemos.

O secretário da pasta, Robson Santana, agradeceu à prefeita “pela sensibilidade de destinar o auxílio para a aquisição de insumos tecnológicos pelos docentes permitindo a garantia das condições necessárias ao atendimento do ensino remoto ofertado pela SMEC”.

De acordo com o decreto, o pagamento será efetuado em um único vínculo, independentemente da quantidade de matrículas do servidor, sendo verba de investimento na qualificação dos profissionais de Educação, não integrando a remuneração. O custeio será efetivado com recurso proveniente do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

Através da parceria entre a Secretaria de Agricultura de São Francisco de Itabapoana (SFI) e a Universidade Estácio de Sá/Campos, 21 alunos do Curso de Veterinária da unidade de ensino participaram de aulas práticas no Haras Galopante, na localidade de Imburi. A capacitação ocorreu na quarta-feira (20) e contou com a presença do vice-prefeito Raliston Souza, representando a prefeita Francimara Barbosa Lemos.

“Os universitários tiveram aulas práticas sobre a reprodução de equinos através da coleta de embriões. Esta parceria com os alunos do Curso de Medicina Veterinária da Estácio tem sido importante para o município, já que os universitários participaram da campanha de imunização contra a raiva e a brucelose. Futuramente, também vão contribuir na campanha contra a febre aftosa”, informou o secretário da pasta, Enaldo Barreto.

A professora Alessandra Mota, coordenadora do Curso de Medicina Veterinária da Estácio/Campos, ressaltou a importância das aulas práticas para os universitários. “É um aprendizado enorme para os alunos. Eles acompanharam o manejo reprodutivo de garanhão, coleta e transferência de embrião, avaliação espermática, enfim, tudo o que envolve a reprodução equina”, ressaltou.

Enaldo revelou que já iniciou os entendimentos com a universidade para a realização de uma campanha de castração de animais de rua no município. “A esterilização é uma das principais alternativas para controle de cães abandonados, pois ficam expostos a doenças, que podem ser transmitidas para os seres humanos”.

A coordenadora do curso disse que a Estácio está de portas abertas para ajudar a prefeitura. “Vamos abraçar a campanha de castração levando os nossos professores cirurgiões veterinários e os alunos, a fim de esterilizarmos os cachorros machos, ajudando a não procriação e contribuindo para reduzir a população de rua destes animais”, declarou Alessandra, acrescentando:

“A Estácio agradece muito a oportunidade que a Prefeitura de SFI, por intermédio da Secretaria de Agricultura, está proporcionando aos alunos e à instituição. O município, além de incentivar os produtores rurais a crescerem, ainda ajuda na formação profissional dos nossos alunos”.

Dentro das atividades do “Outubro Rosa”, mês em que é destacada a importância da prevenção ao câncer de mama, o Núcleo de Prevenção e Apoio ao Paciente com Câncer e Familiares (Nuprapac) de São Francisco de Itabapoana (SFI) promoveu uma roda de conversa com pacientes na manhã desta sexta-feira (22). Acompanhada de secretários, assessores e vereadores, a prefeita Francimara Barbosa Lemos também participou.

A partir do tema “Subjetividade em Oncologia”, a psicóloga do Nuprapac, Edilane Souza, abordou o medo e a ansiedade durante o enfrentamento da doença. Segundo ela, através deste tipo de assistência, é possível oferecer suporte emocional, promover boa relação médico-paciente e apoio familiar.

No decorrer de sua fala, a prefeita Francimara também relatou sua experiência. Ela, que teve câncer de mama há alguns anos, ressaltou o suporte oferecido pelo Nuprapac. “É uma estrutura diferenciada para acolhimento e tratamento precoce”, afirmou.

De acordo com dados do Instituto Nacional Câncer (Inca), 66.280 novos casos devem ser registrados no país até o final de 2021, sendo que o número de mortes chegou a 18 mil em 2019.

Segundo a coordenadora do Nuprapac, a oncologista clínica, Elizabeth Uhl, o câncer de mama é o que mais mata mulheres. “Por isso, destacamos mais uma vez a importância da prevenção por meio do autoexame e dos exames anuais de rotina, sobretudo, a mamografia, que detecta lesões impalpáveis”, pontuou, acrescentando que com o diagnóstico precoce as chances de cura e de menos tratamentos mutilantes são maiores e contribuem para maior expectativa de vida.

As pacientes participantes receberam brindes de parceiros do órgão e um lanche box, devido a prevenção ao novo coronavírus (Covid-19).

Projetos — Durante o evento foi lançado o projeto “Amor em Fios”, para doação de cabelos que serão encaminhados à confecção de perucas. A proprietária do salão de beleza Evolution Hair, Amanda Batista, entregou a primeira remessa. Na quinta-feira (21), ela ofereceu cortes gratuitos para mulheres interessadas em doar.

A enfermeira oncológica Virgínia Correa lembrou ainda de outro projeto voltado para a autoimagem das mulheres. Existente desde 2018, o “Lenço Solidário” arrecada lenços, faixas e gorros.

Pacientes — A reportagem conversou com algumas pacientes do Nuprapac. Elas ganharam um dia de beleza gratuito no Studio Débora Lemos.

Moradora de Santa Clara, Fernanda Santos, de 43 anos, aprovou o atendimento de beleza e ponderou que “se não fosse o Nuprapac, estaríamos perdidas, pois é tudo muito novo e de repente”.

Paralelamente, a moradora de Barra do Itabapoana, Marlene Marques, de 49 anos, disse: “Sem o Nuprapac seria bem difícil. Quando comecei a ser acompanhada por aqui, tudo foi agilizado”.

Já Sabrina Freitas, 32 anos, classificou o órgão como diferencial. Ela foi considerada curada pelo câncer em 2016, mas há três meses houve uma recidiva. Segundo relato, mais uma vez o Nuprapac foi “totalmente um diferencial”.

A Prefeitura de São Francisco de Itabapoana (SFI) participou da Audiência Pública, de forma híbrida, para apresentação e discussão do relatório de impacto ambiental com relação ao requerimento de licença prévia para implantação do Parque Termoelétrico Porto Norte Fluminense, composto por duas Usinas Termelétricas (UTEs), na localidade de Barrinha, no município são franciscano. O evento, ocorrido na noite de quarta-feira (20), teve acompanhamento presencial de moradores da Comunidade Quilombola de Barrinha, em Buena. 

“Tecnicamente, um empreendimento deste porte sempre vai trazer riscos ambientais. O que podemos discutir é se temos medidas de controle e se existem programas de monitoramento satisfatórios que tragam segurança para o município e a população que está na área de influência do empreendimento. A princípio, foram apresentadas todas as ações que serão implementadas para atenuar os danos das duas usinas”, informou o engenheiro ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema), Jamilson Junior.
 
Durante a audiência, a Sema, através do engenheiro ambiental, questionou a respeito da captação de água no trecho final do Rio Itabapoana, na localidade de Barra do Itabapoana. “Obtivemos uma resposta satisfatória de que não haverá comprometimento da vazão do rio capaz de afetar o dinamismo da foz. Também perguntamos sobre o motivo da escolha de UTEs em vez de matrizes eólicas, aproveitando o potencial eólico que SFI tem, mas a resposta não foi muito conclusiva”, revelou a secretária de Meio Ambiente, Luciana Soffiati.
 
Junior ressaltou que o projeto prevê aproveitar o calado (medida da parte submersa do navio) natural, sem a realização de dragagem e abertura de canais, o que poderia provocar um processo de salinização. “Não teremos este tipo de atividade no empreendimento, o que certamente iria gerar um impacto ambiental significativo. Outra boa notícia é que o acesso à praia estará liberado”, destacou o engenheiro ambiental.
 
O secretário de Agricultura, Enaldo Barreto, que participou do evento junto com o subsecretário da pasta, Daniel Abílio, questionou se haveria algum impacto ambiental no Sítio Arqueológico e na Praia de Manguinhos, sendo esclarecido pelos representantes do Porto Norte Fluminense que devido à distância do empreendimento de sete quilômetros da faixa de areia, não ocorreria este risco. 
A prefeita Francimara Barbosa Lemos, ao comentar sobre o Parque Termoelétrico, ressaltou que o empreendimento será de grande importância econômica para SFI. “Teremos oportunidade de desenvolvimento e geração de empregos para os nossos munícipes, além da possibilidade de aumentar a arrecadação própria. Um empreendimento desta magnitude acaba atraindo outros investidores, possibilitando a instalação de mais empresas na nossa cidade”.
 
 

O Balcão de Emprego de São Francisco de Itabapoana (SFI), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Humano (SMTDH), está com uma vaga para jovem aprendiz na faixa etária de 15 a 16 anos e 10 meses e que seja oriundo de família em situação de vulnerabilidade socioeconômica. A oportunidade é para trabalhar no município são franciscano, mas a capacitação será realizada em Campos dos Goytacazes.   

Para participar da seleção é preciso que a renda familiar per capita (por pessoa) do candidato seja igual ou inferior a 50% do salário mínimo vigente no país; que estude na parte da manhã ou noite; que tenha a partir do 9º ano do Ensino Fundamental, mas não pode ter concluído o Ensino Médio; caso estude em escola particular deverá apresentar a declaração de bolsista (100%); residir no município; e não ter realizado programa de aprendizagem na área bancária.
Os jovens que se enquadram nos pré-requisitos e desejam concorrer à vaga precisam levar os documentos necessários (confira a relação no final da matéria) na sede da SMTDH, situada na Avenida Vereador Edenites da Silva Viana, nº 87, no Centro da cidade, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
 
RELAÇÃO DOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA O PROCESSO SELETIVO DO CANDIDATO
• Carteira de Trabalho - Xerox da página da foto e verso;
 
• Identidade - Cópia do RG (frente e verso);
 
• CPF - Cópia do CPF;
 
• Certidão de Nascimento - Cópia da Certidão de Nascimento;
 
• Comprovante de Residência - Cópia (o comprovante deverá estar no nome do candidato ou dos responsáveis. O comprovante precisa ser uma conta de consumo. Exemplo: luz, água, telefone fixo; 
 
• Declaração Escolar - Cópia da Declaração escolar. Declaração emitida pela instituição de ensino, em até 60 (sessenta) dias, que comprove estar matriculado e frequentando a escola;
 
• Boletim ou Histórico Escolar - Cópia do ano anterior para verificar reprovações;
 
• Comprovante de Renda dos Responsáveis - Cópia. Pode ser contracheque, pagamento INSS, cartões de auxílio do Governo, Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS, contracheque, recibos de prestação de serviços, comprovante de Imposto de Renda atual ou declaração, se autônomo, firmada pelos responsáveis legais do candidato, cuja veracidade está vinculada às penalidades legais; 
 
• Extrato Bolsa Família - Cópia do extrato. Apresentar o comprovante de inscrição no Bolsa Família ou o NIS - Número de Identificação Social. O NIS deve estar em uso e regular. 
 

Em homenagem ao Dia das Crianças, comemorado no último dia 12, a Prefeitura de São Francisco de Itabapoana (SFI) promoverá nesta sexta-feira (22) o espetáculo “Cantando na Tela no Mundo da Criança”. O evento será transmitido a partir das 19h, pela Assessoria de Comunicação (Ascom) através da rede social.

Sem a presença de público devido às medidas de prevenção ao novo coronavírus (Covid-19), o espetáculo promovido pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Smec) vai reunir sete finalistas da 1ª edição do Festival Virtual Cantando na Tela, realizado no início deste ano.

Junto com Edivane Santos & Banda, os cantores irão interpretar sucessos da música infantil como “Superfantástico”, da Turma do Balão Mágico; “Lindo Balão Azul”, de Guilherme Arantes; e “Livre Estou”, que integrou a trilha sonora do filme “Frozen: Uma Aventura Congelante”.

O secretário municipal de Educação e Cultura, Robson Santana, lembrou que o espetáculo contará ainda com teatro de fantoches e a apresentação da Miss Mirim SFI Yasmin Nunes, que no próximo dia 26 participa da etapa final de um dos principais concursos de beleza do país, o Miss Brasil Real.

“Vai ser um momento muito especial dedicado às nossas crianças e também de valorização dos nossos talentos locais. Conto com a participação de todos”, convidou a prefeita Francimara Barbosa Lemos.

De acordo com dados divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de São Francisco de Itabapoana nesta quinta-feira (21), o município conta com 3.740 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19). Em investigação são 298. Já os descartados somam 6.768.

Ainda segundo os dados da SMS, entre os casos confirmados, 3.609 estão recuperados. Até o momento foram registrados 97 óbitos pela doença. 

Outra taxa informada pela SMS é a de ocupação. Dos 20 leitos clínicos, dois estão ocupados. Já os leitos com suporte de ventilação não registram ocupação.

Atualmente, SFI está com taxa de recuperação em 96,50%, ligeiramente maior que a média nacional (96,22%). Já a taxa de letalidade está em 2,59%, enquanto que a do Estado do Rio de Janeiro é de 5,17%.

Conforme atualização da Secretaria de Estado de Saúde (SES) na última sexta-feira (1º), o Norte Fluminense está no risco Moderado no Mapa de Risco da Covid-19.

Os materiais para análise dos casos suspeitos são encaminhados ao Laboratório Central (LACEN/RJ), seguindo rigorosamente os protocolos de coleta, armazenamento e envio do Ministério da Saúde.

A Prefeitura de São Francisco de Itabapoana (SFI), através da Secretaria de Agricultura, realizou uma reunião com produtores rurais do município e representantes do Grupo Barcelos da Rede de Supermercados Super Bom. O objetivo do encontro, ocorrido na terça-feira (19), no Espaço do Produtor, foi aproximar produtores e o grupo para comercialização de mercadorias.   

“Distribuímos uma cartilha definindo as regras. Criamos um Grupo de WhatsApp, onde todo dia a equipe do ‘Barcelos’ enviará a tabela de preços para a compra. Os produtores de SFI que estiveram interessados em vender poderão começar a interagir pelo aplicativo e fechar o negócio. Aliás, no primeiro dia já tivemos mercadorias comercializadas”, revelou o secretário da pasta, Enaldo Barreto, acrescentando: 
 
“Ressaltamos também na reunião a importância da formalização dos produtores rurais com a emissão das suas respectivas notas de produtores e ainda a questão dos benefícios com relação à questão previdenciária. O encontro teve a participação de produtores de hortaliças, maracujá, pitaya, aipim, banana, abacaxi, farinha de mandioca, melancia e urucum”.
A prefeita Francimara Barbosa Lemos, que também participou da reunião, elogiou a iniciativa. “Estamos possibilitando mais uma alternativa para a comercialização dos produtos do município sem a presença do atravessador, aumentando o lucro do homem da terra”. 
 
Entre os representantes do “Barcelos” no encontro, a gerente de alimentos e compradora do grupo, Ediani Peruggia, além do consultor de comunicação e marketing Mauro Silva. Na área alimentícia, o Grupo Barcelos é formado por Barcelos Atacado, 14 supermercados (13 em Campos dos Goytacazes e um na cidade de São Fidélis), além do Barcelos Atacadista e da loja Green Market.