Login to your account

Username *
Password *
Remember Me

Create an account

Fields marked with an asterisk (*) are required.
Name *
Username *
Password *
Verify password *
Email *
Verify email *
Captcha *
Reload Captcha
Ascom SFI

Ascom SFI

Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de São Francisco do Itabapoana.
Responsável: Diego Gomes Santos

O Balcão de Emprego de São Francisco de Itabapoana (SFI), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Humano (SMTDH), está anunciando vaga para o Programa Jovem Aprendiz. A oportunidade é para trabalhar no município.

 
Os candidatos de ambos os sexos devem enviar currículo para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou ainda entregá-lo na sede da SMTDH, situada na Avenida Vereador Edenites da Silva Viana, nº 141, no Centro da cidade, no prédio onde funcionou a Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC), no período de segunda a sexta-feira, exceto feriados e pontos facultativos, das 8h às 17h.
 
“Os empresários que tiverem vagas disponíveis e quiserem participar desta parceria de sucesso podem procurar a nossa equipe da SMTDH. O Balcão de Emprego, além de anunciar oportunidades para as demais faixas etárias, também contribui para a juventude do município, por intermédio do ‘Jovem Aprendiz’”, ressaltou o secretário da pasta, Fagner Azeredo.

A equipe do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) de São Francisco de Itabapoana (SFI) realizou uma panfletagem, nesta segunda-feira (13), no portal de entrada da cidade. A ação, em conjunto com a Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Humano (SMTDH) e o Conselho Tutelar, objetivou conscientizar a população sobre a importância do Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil, celebrado em 12 de junho.

Os organizadores ressaltaram que “quando uma criança trabalha, diminui o seu tempo disponível para convivência familiar, para brincar, estudar e aprender” e ainda, que “o trabalho infantil é a porta de entrada para as demais violações de direitos de crianças e adolescentes”.

“É importante destacar que o aumento dos casos de trabalho infantil, na maioria das vezes, ocorre devido às condições socioeconômicas das famílias. Alertamos que este tipo de prática é crime. As crianças e adolescentes precisam ter a garantia de frequentarem a escola regularmente, convivência familiar e comunitária, lazer, entre outros direitos. A infância não é para trabalhar e sim para sonhar”, declarou o secretário de Trabalho e Desenvolvimento Humano, Fagner Azeredo.

Em SFI, as denúncias contra o trabalho infantil podem ser realizadas através dos telefones (22) 99955-5008 (Creas) ou para (22) 99706-7750 (Conselho Tutelar), sendo garantido o integral sigilo das informações e da identidade do denunciante.

Origem - A Organização Internacional do Trabalho (OIT), em 2002, instituiu o dia 12 de junho, Dia Mundial contra o Trabalho Infantil, data da apresentação do primeiro relatório global sobre o trabalho infantil na Conferência Anual do Trabalho. A partir de então, a OIT convoca a sociedade, os trabalhadores, os empregadores e os governos do mundo inteiro para se mobilizarem contra o trabalho infantil.

O engenheiro da Nasa (Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço), George Gabrielle, visitou alunos da rede municipal de ensino de São Francisco de Itabapoana (SFI) na manhã desta segunda-feira (13). A iniciativa é mais uma realização da parceria entre o Clube de Astronomia Louis Cruls e a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Smec).

Durante a passagem pelo município, Gabe, como é conhecido, esteve na Escola Municipal Dirceu Dias da Silva, em Guaxindiba, onde conversou com turmas do 8º e 9º ano do Ensino Fundamental. Depois, ele contou um pouco da sua experiência no auditório da Câmara Municipal para alunos da Escola Municipal Herval Luís dos Santos Batista.

Entre as curiosidades apresentadas está o tempo que um ônibus espacial leva para chegar ao espaço: 8min e 30s, a uma velocidade de 27 mil km/h, nove vez mais rápido que uma bala de rifle.

“Vocês hoje estão construindo o futuro. É muito importante que tenham objetivos. Para alcançá-los, nunca se esqueçam de três coisas: faça seu melhor, tenha fé no que você faz e acredite sempre em você”, afirmou Gabe, cuja primeira oportunidade foi como chapeiro do Mc Donald’s. Ele atuou por 17 anos no Kennedy Space Center, no estado norte-americano da Flórida. Após desligar-se, já viajou por 15 países para falar do seu trabalho e encorajar adolescentes e jovens a nunca desistirem dos sonhos. Esta é a 24ª visita ao Brasil.

O secretário municipal de Educação e Cultura, Robson Santana, destacou a importância de momentos como esse para incentivar os alunos. “Agradeço a prefeita Francimara Barbosa Lemos e toda a equipe da Smec por podermos proporcionar essa visita enriquecedora. Não esqueçam que sonhos são para todos nós. Basta buscar, como nos falou o Gabe”, disse.

Na ocasião, a aluna do 7º ano do Ensino Fundamental na Escola Municipal Herval Luiz dos Santos Batista, Késia Junqueira, de 12 anos, foi contemplada com um notebook. A doação da prefeitura é para facilitar o desenvolvimento dos projetos da estudante. Ela foi selecionada para ser bolsista do projeto “Jovens Astros do Amanhã”, que conta com o apoio do Consulado Geral dos Estados Unidos no Rio de Janeiro.

“Estou muito feliz com o presente. Todos nós somos capazes. Aproveito para convidar a todos para participarem do nosso Clubinho de Astronomia, que será implantado em SFI”, afirmou Junqueira.

Também no evento, o coordenador geral do clube de astronomia, Marcelo Souza, doou um telescópio, que contribuirá para a implantação do Clubinho. No final do dia, o equipamento será montado na Praça São Francisco de Paula, na área central, para os estudantes observarem o céu.

Para marcar o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, celebrado em 15 de junho, a Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Humano (SMTDH) de São Francisco de Itabapoana (SFI) vai realizar uma ação voltada para a terceira idade nesta quarta-feira (15), das 14h às 17h, no Centro de Convivência da Terceira Idade Nágme Jorge Abílio, na área central do município. A iniciativa faz parte da programação do Junho Violeta, mês de mobilização para a proteção das pessoas com 60 anos ou mais.

Haverá palestra informativa com psicólogos, assistentes sociais, advogada, lanche e apresentação musical. A SMTDH ressalta que o uso da máscara de proteção facial e o ciclo completo de vacinação para a Covid-19 são obrigatórios como medidas preventivas de contágio ao novo coronavírus.

A violência contra o idoso pode ser definida como um ato único, repetido ou a falta de ação apropriada, ocorrendo em qualquer relacionamento em que exista uma expectativa de confiança que cause dano ou sofrimento a uma pessoa idosa.

“É uma problemática social que afeta a saúde e os direitos humanos de idosos e que merece nossa atenção, principalmente em tempos de pandemia, que ocasionaram impacto imediato na vida do idoso e maior risco de pobreza, discriminação e isolamento”, observou o secretário da pasta, Fagner Azeredo.

Já a prefeita Francimara Barbosa Lemos reforçou as palavras do secretário, destacando que o município vem prestando relevantes serviços para a terceira idade, por intermédio da SMTDH, e que conscientizar as pessoas sobre a violência contra a pessoa idosa é uma ação de suma importância.

No último dia da Semana Municipal do Meio Ambiente de São Francisco de Itabapoana (SFI), servidores da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema) e agentes da Guarda Ambiental (GAM) realizaram limpeza em trechos de margens do rio Itabapoana e manguezal. A ação aconteceu na manhã desta sexta-feira (10), em Barra do Itabapoana.

O subsecretário municipal de Meio Ambiente, Manoel Mendes, acompanhou o trabalho. Ele chamou atenção para o fato de existir uma placa da Sema que alerta sobre a proibição de jogar lixo no local e mesmo assim o descarte irregular permanecer. “Com esta ação queremos mais uma vez conscientizar a população que atitudes como essa degradam o rio e contribuem para a morte de animais, como tartarugas, além de influenciar a qualidade, por exemplo, do peixe que consumimos”, afirmou.

Desde segunda-feira (6), a Sema promove uma série de atividades em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em cinco de junho. Foram realizadas palestras, também em parceria com a Estação Ecológica Estadual de Guaxindiba (EEEG), como também plantio de mudas e visita técnica que marcou o avanço do projeto de criação da Unidade de Conservação no manguezal de Gargaú.

“Sem dúvidas, ao longo desses cinco dias conseguimos transmitir muita informação para conscientizar nossos moradores, sobretudo, às crianças, público que propaga o que foi aprendido com mais facilidade e de forma contundente”, avaliou a secretária municipal de Meio Ambiente Luciana Soffiati.


As escolas municipais Estelita de Araújo Crespo, em Praça João Pessoa, e Professora Dalria Maria Gomes Macedo Gonçalves, em Gargaú, estão com matrículas abertas para a Educação de Jovens e Adultos (EJA). A iniciativa integra o projeto de expansão desta modalidade de ensino em São Francisco de Itabapoana (SFI).

Para se inscrever, é necessário ter 15 anos, no mínimo. Basta procurar a unidade escolar mais próxima da residência até 29 de julho, portando a documentação necessária — disponível ao final da matéria.

“Atualmente, sete unidades oferecem a EJA. Antes eram somente duas. Com essa expansão estamos facilitando o acesso a rede educacional”, destacou o secretário municipal de Educação e Cultura, Robson Santana.

Além de Gargaú e Praça João Pessoa, a EJA é ofertada nas escolas municipais Herval Luiz dos Santos Batista, no Centro; Macarino Rosa de Moraes, em Volta Redonda; Aventina Maria Ferreira, em Floresta; Décio Machado, em Barra do Itabapoana; e Manoelina de Souza Rodrigues, em Travessão de Barra. Em todas, as matrículas estão abertas.

Para a prefeita Francimara Barbosa Lemos, a medida vai reduzir o tempo de deslocamento dos estudantes para as escolas, contribuindo para o processo de aprendizagem e levando a escolarização para diversas regiões do município.

Documentos necessários para matrícula:

Xerox da certidão de nascimento;

Xerox do cartão de vacina;

Xerox do CPF e RG (para o aluno que possuir);

Xerox do comprovante de residência;

Xerox do tipo sanguíneo (para o aluno que possuir);

Xerox do CPF e RG do responsável;

1 foto 3/4;

Declaração de transferência.

*Alunos menores de 18 anos devem estar acompanhados pelo responsável legal no ato da matrícula.

“Todos nós podemos ir além e alcançar nossos objetivos, independente da nossa deficiência”. A afirmação é da professora de Braille, Rhuana Barreto, que é cega desde o primeiro mês de idade. Ela é a responsável pelo projeto desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Smec) de São Francisco de Itabapoana (SFI) para alunos cegos e com baixa visão.

Atualmente, a equipe do Setor de Educação Inclusiva da Smec realiza visitas nas escolas da rede municipal. O objetivo é realizar um levantamento quantitativo e das necessidades dos alunos.

“A partir desta análise, vamos desenvolver material adaptado e garantir que o aluno tenha todas as condições necessárias para o processo de aprendizagem. Aos estudantes cegos e com baixa visão, estaremos aqui para fazer o melhor por vocês. Contem comigo”, afirmou Rhuana. Ela destacou que o projeto proporcionará também capacitação de Braille — sistema de escrita tátil — aos mediadores.  

O secretário municipal de Educação e Cultura, Robson Santana, salientou sobre a importância do projeto. “A própria Rhuana, que é são franciscana, precisou buscar a educação adaptada em outro município. A partir de agora, nós queremos acabar com isso e promover cada vez mais a inserção desses alunos na educação e cultura”, salientou.

Para a prefeita Francimara Barbosa Lemos, a iniciativa evidencia a preocupação da gestão municipal em promover educação de qualidade para todos. Ela lembrou que a Smec iniciou nesta semana o projeto “Libras, além da inclusão dos estudantes surdos”, para incluir de maneira comunicacional os estudantes surdos e ouvintes.

As atividades da Semana Municipal de Meio Ambiente de São Francisco de Itabapoana (SFI) prosseguiram na quarta (8) e quinta-feira (9), em Gargaú.

O manguezal da localidade recebeu a visita do técnico da Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade (Seas), Gustavo Pedro, que fotografou o local. Os registros serão encaminhados para análise do governo estadual, responsável por autorizar a criação de uma  Unidade de Conservação (UC). Esta é mais uma etapa do projeto desenvolvido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema). 

“O manguezal de Gargaú já foi o maior do Estado. Devido a degradação humana não é mais, o que justifica a criação de uma UC para preservar o que ainda existe do ecossistema”, esclareceu a secretária municipal de Meio Ambiente, Luciana Soffiati.  

Já na palestra, os alunos da Escola Municipal Professora Dalria Maria Gomes Macedo Gonçalves foram alertados pelo engenheiro ambiental da Sema, Jamilson Júnior, sobre a importância de preservar o meio ambiente, não promovendo ações degradantes.

A Guarda Ambiental (GAM) também participou e promoveu dinâmica com as crianças. A agente Débora Mata abordou o trabalho realizado pelo órgão, como fiscalização, resgate de animais e controle de queimadas.

“Na ocasião, falei sobre a necessidade dos alunos se tornarem multiplicadores das informações repassadas e, assim, serem guardiões do meio ambiente”, finalizou Soffiati.

A Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Smec) de São Francisco de Itabapoana (SFI) iniciou nesta semana o projeto “Libras, além da inclusão dos estudantes surdos”. O objetivo é incluir de maneira comunicacional os estudantes surdos e ouvintes.

A coordenadora do setor Multidisciplinar da Smec, Priscila Ornelas, explicou que, neste primeiro momento, duas turmas são contempladas pela iniciativa — uma na Escola Municipal João Batista de Almeida, em Sossego, e outra na Escola Municipal Décio Machado, em Barra do Itabapoana.

“Nelas nós temos estudantes surdos. Sendo assim, para difundir a Língua Brasileira de Sinais (Libras) e reduzir as barreiras de comunicação através de uma comunicação funcional, vamos promover aulas expositivas e práticas de 50 min, quinzenalmente”, explicou.

A aprendizagem é de responsabilidade de Cintia Ingrid, que é surda, e Lucas Vilaça. Ambos são pedagogos e professores de Libras. Eles compõem a Equipe Multidisciplinar da Smec.

O secretário municipal de Educação e Cultura, Robson Santana, destacou que o projeto vai promover a inserção dos estudantes surdos nas classes regulares, como também de mediadores e intérpretes. “Estamos atuando para promover a transição da educação de surdos no município para modalidade bilíngue, como prevê a legislação brasileira, sobretudo, a lei 14.191, de 2021, que alterou Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional”, finalizou.  

A Secretaria de Segurança, Ordem Pública e Defesa Civil (Sesep) de São Francisco de Itabapoana (SFI) participou da primeira reunião de secretarias de Segurança Pública, na Câmara de Vereadores de Carapebus. O objetivo do evento foi debater ações integradas das secretarias municipais de Segurança com o apoio do Consórcio Público Intermunicipal de Desenvolvimento do Norte e Noroeste Fluminense (Cidennf).

SFI esteve representado pelo secretário da Sesep, Edson Brito, o coordenador de Integração Operacional de Segurança Pública, Rodrigo Linhares, o comandante da Guarda Civil Municipal (GCM) Robson Henriques e o vereador Milsinho Mota, líder do Governo na Câmara Municipal.

“Promovemos o alinhamento para que possamos buscar projetos importantes destinados à Segurança Pública, principalmente com equipamentos tecnológicos, como câmeras inteligentes, por exemplo, integradas a outras cidades da região, a fim de que haja o monitoramento e a troca de informações em eventuais casos de delito e o criminoso esteja em deslocamento para outro município, facilitando a prisão dele”, ressaltou Brito.

Além de SFI, participaram da reunião o vice-prefeito anfitrião, Marcelo Borges, vereadores de Carapebus, o diretor administrativo financeiro do Cidennf, Leilson de Souza Lyra, e secretários de Segurança dos municípios de Bom Jesus do Itabapoana, Campos dos Goytacazes, Cardoso Moreira, Cordeiro, Italva, Miracema, Quissamã, Rio das Ostras, São João da Barra, São Fidélis, São José de Uba e Trajano de Moraes.